sexta-feira, 13 de março de 2009

Me pergunta vai!!


Quando resolvi fazer uns posts de “utilidade pública”, com o título “A segurança começa em nós”, foi com o objectivo de dar alguma informação que numa situação de emergência pudesse ser útil. Claro que eu gosto dos vossos comentários são uma forma de feed-back e de me sentir acompanhado, o que eu agradeço imenso.
Mas apesar de dar os procedimentos eu não aponto todas as situações nem dou soluções para todos os problemas.
Por isso eu gostaria que sempre que eu publique posts deste tipo(ou de outro qualquer), se tivessem alguma dúvida que quisessem ver esclarecida que a colocassem.
Embora eu goste da companhia e até dos elogios, mas sentir-me-ia muito mais bem sucedido.
Obrigado por me darem o prazer de ser meus amigos e me ajudarem a ser melhor no meu Caminho

Um abraço para vocês todos

O Viajante

5 comentários:

Salamandra disse...

Olá meu Amigo
tenho uma duvida sim! quais são os sinais de alerta que pode dar o gás natural? ouço dizer que é mais leve que o outro e que não se sente o cheiro com tanta intensidade. Como sabe os meus pais já têm uma certa idade e fico com receio pois se houver fuga eles podem não notar.Existe algum sintoma fisico?
Desde já obrigada.
beijinho
Salamandra

P.s. gostei desta mudança, as Silfides tambem chegaram ai que bom.

The Seeker disse...

Very interesting, 'mor, to give the persons some space they can put their questions.

I wish I could see an issue being talked about.
Since we live on an island that once in a while has some earthquakes, maybe it would be interesting to talk about that.
I know it's not an universal issue... but it's important for some of your readers.

Take care with your eye, 'mor.

xoxo

Viajante disse...

Olá Salamandra

Antes de responder à sua questão gostaria de lhe dizer que os dois tips de gás mais utilizados para consumo doméstico são o GPL e o gás natural. O GPL normalmente butano que vem em garrafas de maior ou menor dimensão. O gás natural é uma mistura cujo componente principal é o metano e que chega a nossas casas através de condutas próprias.
Existiam também alguns edifícios de apartamentos que usavam gás butano em depósito colocado no exterior ou numa sala em garrafas normalmente nas traseiras do edificio e os moradores tinham um contador tal como hoje em dia para o gás natural.
O gás natural é mais leve do que o ar, em caso de derrame acumula-se na zonas altas da casa. Esta é a grande diferença em relação ao GPL que, por ser mais pesado que o ar, tende a acumular-se junto ao chão à volta do ponto de derrame. Em termos de explosão considero o gás da botija (GPL) mais perigoso.
Tanto um como o outro não têm cheiro pelo que é-lhes adicionado um produto químico que lhes dá aquele cheiro caracteristico que conhecemos.
De facto o único efeito fisiologico grave em caso de derrame é a asfixia, não provocada pelo gas directamente mas pela falta de oxigénio que vai havendo progressivamente na area do derrame. Nós por cada 100 litros de ar precisamos para funcionar que existam pelo menos 20 litros de oxigénio tudo o que seja abaixo impede-nos de pensa de agir e claro pode ler-nos à insconsciência.

Espero ter esclarecido

Saudações

O Viajante

Viajante disse...

Olá Linda Seeker

A questão que colocas é de facto relevante pelo que estou a pensar durante a proxima semana fazer um post sobre isso.
Portanto um pouco de paciênca ok?

Love you

O Viajante

Salamandra disse...

Meu Amigo
Muito obrigada pelos esclarecimentos, tirou as minhas duvidas.
Pois o meu medo é esse é que eles(os pais) não deiam conta da libertação de gás.
mas conto com a ajuda de Deus para os proteger.

Obrigada tambem pelo vosso carinho deixado no blog.
Um beijinho e um Xi-coração luminoso.
Salamandra