quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Adormecer aqui e acordar do outro lado



Bem, sensível aos pedidos (especialmente femininos) pus em movimento a roda da inspiração e saiu-me esta brincadeira. Uma aventura do João Bettencourt 1º oficial do "Lusitânia".

João deitou-se, ligou o interface neural e o sistema de sensores de segurança e adormeceu. Foi de imediato transportado a uma realidade virtual indutora do sono e do sonho. Um presente dos homens da ciência para que possamos dormir de forma mais profunda.
Os pensamentos chegavam à sua mente como ondas à praia, mas são um tanto imprecisos nos pormenores, talvez um problema no interface neural. Como algo distante o João recorda-se de pela enésima vez ter verificado o uniforme.
Ele era um dos felizardos, só iria entrar de serviço na viajem de volta. Depois do jantar era como se continuasse de férias. Era 1º oficial a bordo do “Lusitânia” especializado em informática e comunicações. Desde muito jovem que a sua inclinação para tudo o que fosse computadores tinham-no transformado, não desfazendo dos colegas, num autêntico mago cibernético.
Adorava viajar e todas as viagens eram como se fossem a primeira. Ficava na ponte a observar encantado o azul do nosso planeta, ou as estrelas. Uma vez resolveu dar um pouco de “corda” ao astrónomo amador que existia em si e pensou, recorrendo aos seus conhecimentos técnicos, fazer um mapa astral para os que apesar de toda a tecnologia ainda gostassem de navegar apenas pelas estrelas.
A sua especialidade era de fundamental importância para a preparação da viagem, mas durante, só se houvesse alguma avaria. Daí que mesmo de turno poderia voltar a atenção para o seu projecto astronómico.
No fim do jantar, que como sempre foi óptimo, o comandante despediu-se do pessoal do 2º turno como quem sugeria que iríamos atravessar um qualquer buraco negro ou “stargate” temporal, dizendo com um sorriso: “encontramo-nos do outro lado”
De repente o interface neural conforme programado despertou-o. João abriu os olhos desligou os sensores de segurança tomou um duche rápido e apresentou-se na ponte. Olá senhor Bettencourt chegou a tempo de ver o nascer do sol, espero que tenha descansado, saúdou-o o comandante. João Olhou pelas janelas da ponte e reparou que o sol surgia por detrás do planeta mas este não era azul era mais para o avermelhado. Descansado? Claro, pensou ele, tinha começado a dormir na Terra e ao fim de seis meses acordado em Marte, só podia.
Saudações
O viajante

17 comentários:

IdoMind disse...

Meu Viajante,

Fantástico!!!!Estás a ver?
Interface neural...Muito engraçada a tua história. Futurista com um toque a saudosismo e nostalgia. Bem pensada.
Mil beijos e obrigada por atenderes aos desejos femininos

Barbara disse...

Não pude comentar...pois viajei junto.

.Lis disse...

Nada mal ser transportado pra outro planeta.Quero também ligar esse interface neural e navegar observando as estrelas. Me deu inveja, rsrrs
Lindo conto.Amei.

Salamandra disse...

Gostei muito da viagem e de todas as novidades que pairam por aqui rsrsrs....neste momento estou em marte

beijinho
salamandra

Viajante disse...

Olá IdoMind

Afinal foi mais facil do que eu pensava, mas é como eu disse uma brincadeira com ares de ficção cientifica, que eu aprecio muito
Obrigada pelas tuas palavras de incentivo

Beijos

O Viajante

Viajante disse...

Olá Barbara

Espero não ter lesado ninguém em geral. Não me diga que esteve tambem em Marte?

Saudações

O Viajante

Viajante disse...

Olá Lis

Obrigado pelo seu comentario e pelas suas palavras de incentinvo
Quanto ao interface neural já esteve mais longe.

Suadações

O Viajante

Viajante disse...

Olá Salamandra

Espero que esteja tudo bem aí por Marte. Ficamos a aguardar o teu regresso ao planeta azul.
Um abraço anil

O Viajante

Shin Tau disse...

Viajante

hihihihihi ficção científica, afinal também nos andas a esconder dotes ;)

Estou contigo nessa viagem, cheia de humor e muito bem descrita, parabéns! Obrigada pelo momento!

Agora ficámos com o gostinho e vamos querer mais!!!

Beijcoas

Viajante disse...

Olá Shin Tau

Obrigado pelas tuas palavras bondosas
Pois eu sou fan da ficção cientifica
Quem sabe no futuro se houver alguma inspiração e um pouco de transpiração tlavez saia mais alguma coisa

Beijos e obrigado pelo carinho

O Viajante

Maria de Fátima disse...

Olá Viajante, adorei o conto.Também sou fã de ficção científica.Beijocas e bom fim de semana.

Carla O. disse...

Olá!
Sabes já que gostei bastante, certo? ;)
E fiquei contente porque mesmo sem foto, cheguei lá ;) hehehehe
Bjs

angela disse...

Continue pois ficou muito boa sua ficção. Agora 6 meses de sono ...que desperdicio.(apesar que já tive momentos que teria apreciado muito este tempo de sono)
beijos

Viajante disse...

Olá Fátima

Obrigado pelas suas palavras de incentivo. Um bom fim de semana também para si.

Saudações

O Viajante

Viajante disse...

Olá Carla

Pois quando somos inteligentes e atentos aos pormenores facilmente chegamos às conclusões certas

Beijos

O Viajante

Viajante disse...

Olá Ângela
Obrigados pelas suas palavras de incentivo

Saudações

O Viajante

M. Nilza disse...

Olá!!
Amei. muita criatividade!!rsssssss
beijos