sábado, 7 de fevereiro de 2009

O quarto poder




Como diz o povo pelas costas dos outros vemos as nossas. Por causa do tão falado caso Freeport o Primeiro Ministro e a sua família estão a ser julgados e condenados na praça pública. Afinal onde fica esse princípio superior do estado de direito : “inocente até prova em contrário”
Os meios de comunicação social assumindo o papel de acusadores, vão vendendo jornais, revelando uma situação hoje outra amanhã, acerca deste caso, estilo telenovela, embalando o país nun canto de sereia que nos faz esquecer o que de facto é importante pensar e discutir.
Se os ingleses tinham dúvidas de que isto era uma república das bananas, depois do que aconteceu com a carta rogatória que apareceu em todos os jornais, acho que ficaram ainda mais convencidos quando procuradores do Mnistério Público começaram a aparecer diariamente na comunicação social dizendo uma coisa num dia e desdizendo no dia seguinte.
Isso de segredo de justiça é apenas o refúgio que algumas pessoas (importantes claro)usam quando se querem proteger dos erros que cometeram .
Ninguém afirma nada, tudo se resume a insinuações que chegaram já até à mãe de José Socrates. Segundo os jornalistas, comprou um apartamento por cerca de 50 mil contos. Isto implica que alguém vá à um notário pedir informações sobre uma escritura que pertence a outras pessoas, mas está tudo bem. Que a senhora na altura ganhava menos de quinhentos euros por mês, mais uma operação de espionagem em que os senhores jonalistas devassam a vida de uma pessoa só porque é mãe de uma figura pública, sem qualquer penalização(Comissão Nacional de Protecção de dados, outra treta). Por último a cereja no cimo do bolo, a casa foi comprada a uma offshore e está localizada no prédio onde o seu filho comprou um apartamento idêntico.
A peças estão colocadas de forma a que o cidadão comum “perceba” a trama, sem entender que foi manipulado, e tire a única conclusão possivel: culpados!
E depois? Alguns dos defensores da liberdade de imprensa dizem que os atingidos podem recorrer a tribunal. Essa só para rir, a esmagadora maioria dos cidadãos não tem meios para processar judicialmente um orgão de informação que ainda por cima tem uma equipa bem paga de advogados que mesmo que o caso chegue a julgamento irão tirar qualquer hipotese ao ofendido ser ressarcido.
Dantes a má lingua era algo de localizado diziamos mal da familia, dos vizinhos, dos amigos ou dos colegas de trabalho. Hoje a má lingua não fica no bairro ou no emprego espalha-se como uma maré negra. A ideia é vender e como os escândalos vendem quando eles não aparecem há que desenterrá-los e quando surgem os "fazedores" de opinião, como bons rottweillers ferram os dentes e não largam.
No fim disto tudo se ficar provado a inocência de José Socrates que acontece aos difamadores? Nada porque eles não acusaram apenas insinuaram.
Vou acender uma velinha ao Senhor dos Aflitos e pedir que ele me livre dos maus jornalistas. Porque eu acredito que ainda existem alguns bons.
Saudações
O Viajante

7 comentários:

Shin_Tau disse...

Olá Viajante,

pois é de facto, os julgamentos são fáceis de fazer, principalmente quando se é manipulado pelo suposto 4º poder. Contudo, a minha visão é sempre a de responsabilizar quem devia ver e não vê, o que não quer dizer que não ache que os jornalistas tenham a sua quota na responsabilidade, afinal o seu trabalho é transmitir informação. Porém, qualquer pessoa com um pouco de inteligência verá o que o Viajante viu (não lhe retirando o mérito), não creio que é preciso estar muito atento para saber que hoje em dia somos manipulados por qualquer fonte de informação, seja ela qual for. Afinal ninguém consegue neste momento mostrar as coisas como simples factos, tudo são meras opiniões. Mas caberá a cada um aceitar ou não ser manipulado pelos jornalistas.
Quanto a mim pedirei ao senhor dos Aflitos que ilumine os jornalistas e os inspir a fazerem um melhor trabalho.

Nem o Sócrates merece ser julgado em praça pública (risos)!!!

Salamandra disse...

Meu amigo
isto dos media tem muito que se lhe diga!!!!a palavra de ordem é vender, sendo assim não importa como.
Eu estou de volta e estava completamenta a leste deste bolo tão grande fiquei a saber mais um pouco.Obrigada
Agora esta frase do dia!!!!alegramo-nos pouco pelo muito que temos *****
Beijinho
abraço de alma

P.s. vá até ao seu mail,quando puder

Carla O. disse...

Disseste bem: mau jornalismo. Também concordo que este caso já vai numa devassa sem tamanho, que resulta numa coisa para mim: já não posso ouvir mais nada acerca do assunto, de tão farta que já estou.
Bjs

IdoMind disse...

Olá Viajante,

Em condições normais concordaria consigo mas neste caso em particular, não.Cá se fazem cá se pagam...
O estado pseudo-democrático em que dizem que vivemos vasculha a nossa vida privada e pess e profissional sem qualquer ética, limites ou respeito pelos cidadões.
Todos os dias, o governo Sócrates tem sido basto disso, são aprovadas medidas cujo único objectivo é espremer-nos seja lá como for e o preço a pagar é atropelarem arbitrariamente o direito à reserva da vida privada.
Esse despóta prepotente só está a colher os frutos da sua própria sementeira!
Lê uma vista de olhos nas reformas fiscais, penais e etc e diga-me que raio de Governo é este a quem tudo é permitido.E não for, não há problema nenhum, faz-me uma lei à pressão a permitir...Isto é a realidade do nosso país actualmente.
Antes de nos exigiram transparência( valor com que nos acenam para justificar o injustificável) que sejam transparentes.Antes de nos exigirem "honestidade fiscal" ao ponto de pormos famílias a passar fome, que sejam honestos!
O meu único lamento é que tudo isto não servirá de nada, porque conforme o nosso Primeiro já demonstrou por várias vezes, além da falta de respeito por todos Nós, falta-lhe vergonha.
Não consigo de facto ter pena, está a provar o próprio veneno com a colher que ele tanto gosta: comunicação social.
A Lei do Retorno é tramada!!
Desculpe a fogosidade mas não suporto hipocrisias..

beijinhos Viajante e já me pôs para aqui a mil...lol
Bem Haja
IdoMind

Body...Mind...& Spirit disse...

Thank you for the nice comment that you left on my blog...I know I can count on your support!
Kisses,

Rogério Paulo Pereira disse...

Caro amigo,
Maneira inteligente esta de deixar no blog o suficiente para que os amigos possam saber quem é o Viajante.
A escrita é um primor. Muito bem!
Quanto ao Sócrates é muito baixo o que lhe tem sido feito, mas para quem tem manipulado tudo o que havia para manipular, tenho a certeza que sobreviverá e até fará com que esta publicidade toda lhe venha a ser favorável.
Quanto a jornalistas ainda há bons, mas é uma profissão que tem vindo a ser invadida por muita gente sem nível e, o que ainda é pior, ignorante.
Um abraço.

IdoMind disse...

olá Viajante,

Só vim aqui porque agora reli o meu comentário e até me se me arrepiou a alma. Escrevi "cidadões"! Foi o calor do tema que me desorientou e nem reparei.Fica aqui a correcção - cidadãos, palavra que escrevo quase todos os dias da minha vida ;))
beijinhos