terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Capitalismo de rosto humano


Já lá vão vários meses, crise financeira, milhões de euros perdidos, apoios de milhões para os bancos, crise económica, e agora vamos enfrentar a recessão e o desemprego maciço.
Contudo não vi até hoje ninguém propor uma nova visão do sistema capitalista que impeça estas crises cíclicas. Assim busquei no fundo do meu saber empírico e fiz algumas reflexões que eventualmente por esse mundo já muita gente fez.
Os três pilares do capitalismo são: o mercado, a bolsa de valores e o sistema financeiro. Para o sistema funcionar tal como os órgãos vitais do nosso corpo estes pilares tem de ser protegidos.
O mercado precisa de ser regulado para impedir as disfunções causadas por monopólios oligopólios ou pelo açambarcamento.
A empresas enquanto agentes do mercado não podem ter apenas como único objectivo, aumentar indefinidamente o lucro.Têm de voltar a desempenhar um importante papel social, formando e motivando o seu pessoal, dando estabilidade à malha social onde se inserem e ao ambiente.
A bolsa de valores tem de ver defendida a razão primeira para que foi criada, absorver as poupanças dos investidores e capitalizar as empresas. A especulação terá ser fortemente penalizada.
O sistema financeiro terá de ser monitorizado por entidades oficiais ou semi-oficias que efectuarão auditorias periódicas a todas as organizações financeiras e as fraudes ou tentativas de enganar os clientes e accionistas, têm ser severamente punidas e os seus gestores responsabilizados pessoalmente.
A gestão por objectivos para as empresas do ramo financeiro terá de ser repensada.
Os paraísos fiscais que lavam o dinheiro de sangue e financiam o crime e o terrorismo internacional terão acabar.
Quanto ao estado como se pode ver tirando a legislação e a monitorização do sistema pouco aparece nas minhas propostas. Apesar de tudo alguns dirão que será exagerado, também foram exagerados os excessos e até hoje não vi quase ninguém penalizado por isso.
Depois de várias crises em que se nacionalizaram os prejuízos já era tempo das cabeças pensantes terem reparado que o sistema funciona num mundo perfeito sem egoismo e sem ganancia. Como esse mundo talvez exista na “Utopia” de Tomas More tanto este quanto outros sistemas económicos têm de ser regulados e monitorizados.

Contudo não acredito que se mude nada de relevante e daqui a cinquenta anos os mesmo irão meter os pés pelas mãos e nós cá estamos para os "ajudar".



Saudações



O Viajante

6 comentários:

Shin_Tau disse...

Bom dia amigo,

de facto dito assim parece tão simples! MAs nas suas contas esqueceu-se de mencionar uma coisa, que a meu ver, é bastante importante- a sede de poder de quem comanda essas frentes.

A história do homem já provou que quem sobe ao poder acaba sempre por se deixar corromper por ele. A mim, esta sua sugestão parece-me possível, só não poderá ser aplicada porque quem está à frente destes três pilares importantes, tem e terá durnate muito tempo, como único objectivo o seu enriquecimento.

Contudo, parece-me que é inevitável esta mudança drástica no sistema financeiro mundial, a única coisa que me deixa com um pé atrás é não saber para que sistema iremos mudar, pois (teoria da conspiração) também eles são os causadores desta crise para poderem implementar um sistema cada vez mais fechado e debruçado sobre o comando de apenas um ser. Parece-me que é para aí que caminhamos, com medo da crise, neste momento basta surgir uma ideia e todos iremos aderir, afinal quem quer perder os seus preciosos bens materiais?!? Eu não, de certeza!

Espero que a hora matutina não me tenha impossibilitado de exprimir correctamente as minhas ideias :)

Um beijo e parabéns por esta linda e simples sugestão. A ver se alguém tem acesso a ela para a poder implementar!

Shin_Tau

Salamandra disse...

Amigo Viajante

Segui atentamente a sua linha de raciocinio e não podia estar mais de acordo mas será que algum dia vamos consrguir acabar com a corrupção, com a sede de poder ou seremos como D.Quixote lutando contra moinhos de vento á procura da Dulcineia.
Quem me dera que alguem de poder lesse este seu post,quem sabe não mudaria alguma coisa.

Vou agora mandar-lhe um mail e desde já agradeço a sua generosidade.

Um abraço de alma
Salamandra

IdoMind disse...

Ai viajante, viajante

está visto que não sou só eu que sou poeta...
Acredita que ninguém nas instituições financeiras que menciona e noutras sobretudo internacionais que actualmente, em nome da harmonização e uniformização comercial e legislativa, detêm até mais poder que os organismos nacionais,tenha já visto a raiz do problema e inventado uma solução? Tenho a certeza que sim.A questão é que não há interesse em resolver esta "crise".Assim como também não se mostra "pertinente" questionar e mexer em estruturas financeiras basilares para algumas economias domésticas e políticas...
Lembre-se das energias alternativas.Quantos projectos, quantas soluções não foram já apresentadas.Mas todos os dias continuamos a abastecer com um combustível malcheiroso, poluente e caro, impreganado do sangue das guerras que o petróleo alimenta.
Disse bem viajante, o âmago da questão é a mudança de atitude, ver que apenas enquanto um ou poucos estiverem bem e os restantes mal, mais cedo ou mais tarde, todos vamos ficar péssimos.
Todo este cenário negro que estamos a viver a nível financeiro parece-me que nos está a empurrar para aí, para uma obrigatória alteração de comportamento.Em todos os aspectos.A falta de dinheiro que levou à contenção e a um refreamento no consumo está a ter isto de positivo: tirou-nos as distracções.Somos obrigados a parar e a pensar.
Só quanto todos pararmos e pensarmos que somos NÒS os responsáveis por estes monopólios financeiros, pela riqueza imensurável de alguns, é que vamos ver a luz ao fundo do túnel.
Já não deve ser no meu tempo...infelizmente.

beijinhos viajante e gostei muito deste post (fiquei irritada como fico sempre que olho para o estado do mundo, mas é bom saber que há mais quem se preocupe)

bem haja

IdoMind disse...

Desculpe lá Viajante mas fiquei a ruminar nisto (como boa touro que sou) e tenho a dizer que para mim o Diabo é economista!E anda infiltrado na bolsa, no FMI,no IFC,aliás em todo o Grupo Banco Mundial e ponho as mãos no lume que pelo menos uma vez por semana se faz representar na nossa Assembleia da Republica.

agoro posso ir dormir

beijinhos

Viajante disse...

Olá IdoMind

Mas apesar de tudo temos conseguido elevar o nivel vibratório do planeta.Portanto durma descansada que mais cedo ou mais tarde as coisas mudarão. Esperemos que não seja da forma mais dificil.

Saudações

O Viajante

Shin_Tau disse...

Meu querido,

lamento ter-lhe feito passar um mau bocado com os comentários, mas acionei a moderação pois quero ser a primeira a recebê-los, quero que cada um tenha a liberdade de escrever o que lhe vai na alma sem ler os comentários dos outros, quer se queira quer não, ficamos sempre condicionados, afinal quem quer repetir o que o outro já disse? Além disso, pode haver quem queira comentar só para mim, sem o tornar público.
Espero ter escolhido correctamente a sua mensagem, escolhi a última que escreveu, mas só depois percebi que deve ter escrito a primeira e como não a viu aparecer foi escrevendo as outras, por isso acho que devia ter escolhido a primeira, certo? Se assim foi, peço desculpa, mas o que interessa é que o que queria dizer, a essência está lá.

Beijinhos